Notícias


10/03/2008

Vinhovasf se Reune com Pesquisadores da EMBRAPA UV

Assessor Técnico do VINHOVASF Drº. Gabriel Maciel se reune com Pesquisadores da EMBRAPA UVA e VINHO

RELATÓRIO DE VIAGEM DE GABRIEL ALVES MACIEL, CONSULTOR TÉCNICO DO INSTITUTO DO VINHO DO VALE DO SÃO FRANCISCO-VINHOVASF, DURANTE VISITA A SEDE DA EMBRAPA UVA E VINHO 

 

1. DATA: 27 a 29/02/08

 

2. LOCAL: Embrapa Uva e Vinho, Pedro Leopoldo, RS

 3. PARTICIPANTES 

- Alexandre Hoffmann, Fitotecnia, Chefe Geral da Embrapa Uva e Vinho

hoffmann@cnpuv.embrapa.br

- Lucas da R. Garrido, Fitopatologia, Chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Uva e Vinho

garrido@cnpuv.embrapa.br

- Umberto Almeida Camargo, Melhoramento Genético Vegetal

umberto@cnpuv.embrapa.br

- Patrícia Ritschel, Melhoramento Genético Vegetal

patrícia@cnpuv.embrapa.br

- Celito Crivellaro Guerra, Enologia

celito@cnpuv.embrapa.br

- Jorge Tonietto, Zoneamento/Agroclimatologia

tonietto@cnpuv.embrapa.br

- Loiva Maria R. de Mello, Sócio-Economia

loiva@cnpuv.embrapa.br

 

4. OBJETIVOS DA VISITA 

(i) Discutir com a Chefia Geral e alguns pesquisadores da Embrapa Uva e Vinho uma proposta de pesquisa para o desenvolvimento de novas tecnologias para a produção de uvas para a elaboração de vinhos e sucos no Vale do São Francisco, como ações complementares aos trabalhos em desenvolvimento pela Embrapa Semi-Árido;

(ii) Visitar a TECNOVIN DO BRASIL.

 

5. PRINCIPAIS PONTOS DISCUTIDOS DURANTE A VISITA 

(i) Durante a abertura da reunião, feita pelo Chefe Geral da Embrapa Uva e Vinho, Alexandre Hoffmann, foi muito destacado a importância da nossa visita, assim como nos colocou toda estrutura física e técnica para nos ajudar no desenvolvimento de novas tecnologias para a produção de uvas no Vale do São Francisco (elaboração de vinhos e sucos);

(ii) Após a intervenção do Chefe Geral da Embrapa Uva e Vinho, apresentamos a nossa proposta de atuação do Instituto do Vinho do Vale do São Francisco-Vinhovasf, principalmente, na área de pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica. Também, ficou demonstrado e entendido por todos os presentes, que a participação da Embrapa Uva e Uva será sempre no sentido de complementar as ações desenvolvidas pela Embrapa Semi-Árido;

(iii) Dando início à discussão geral, o pesquisador Jorge Tonietto, destacou a importância da nossa cooperação e ficou completamente ao dispor do Vinhovasf para colaborar com os trabalhos de obtenção do certificado de indicação geográfica de procedência dos vinhos do Vale do São Francisco, em comum acordo com os trabalhos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e do consultor da Embrapa Semi-Árido, Roberto Castelo Branco. Uma proposta nesse sentido será encaminhada pelo mesmo;

(iv) Em seguida, os pesquisadores Umberto Camargo e Patrícia Ritschel, da área de melhoramento genético vegetal, destacaram a necessidade, no caso dos vinhos finos, de ser feito um ajuste tecnológico no campo e intensificar o aprimoramento dos estudos enológicos, de acordo com os estudos e as tecnologias já existentes no Vale do São Francisco. No caso da produção de uvas para a elaboração de sucos e vinhos comuns, ficou definido a necessidade de introdução e avaliação de novas variedades, novas tecnologias, principalmente para a colheita mecanizada. Os mesmos mostraram a necessidade de intensificar um programa de difusão de tecnologia e a validação das novas tecnologias nas unidades industriais;

(v) Dando continuidade às discussões, o pesquisador Celito Guerra destacou com bastante ênfase a necessidade de se dar um foco no trabalho, priorizando e aperfeiçoando as tecnologias já existentes na área de enologia. O mesmo citou a existência de uma importante coleção de variedades e clones de uvas pelo grupo Miolo, na Bahia;

(vi) Na sua intervenção, o pesquisador Jorge Tonietto, destacou a necessidade de um trabalho dentro do conceito mundial de produção de uvas para a elaboração de vinhos em regiões tropicais. Destacou os problemas de gestão dos trabalhos em andamento para uvas visando à elaboração de sucos, mostrando a necessidade de uma avaliação nos trabalhos sob a coordenação do Itep e do Cefet, para um processo de uma maior integração e socialização das atividades com os demais parceiros. Em seguida, destacou que o processo de elaboração de sucos é relativamente simples, necessitando intensificar a introdução de novas variedades e o aperfeiçoamento das tecnologias de campo, até então já disponíveis;

(vii) A pesquisadora Loiva Mello apresentou os trabalhos com os Cadastros Vitícola e Vinícola em andamento no Vale dos Vinhedos, como um modelo a ser adotado no Vale do São Francisco, com o objetivo de consolidar a base nacional de dados no setor da vitivinicultura brasileira;

(viii) Importante destacar a disponibilidade de todos os pesquisadores participantes do encontro em colaborar com o nosso projeto de desenvolvimento de novas tecnologias para a produção de uvas para a elaboração de vinhos e sucos no Vale do São Francisco, inclusive, preparando e enviando para o Vinhovasf uma proposta de trabalho, conforme discriminação abaixo:

1. Proposta para complementar/finalizar as ações para a obtenção do certificado de indicação geográfica de procedência dos Vinhos do Vale do São Francisco (Jorge Tonietto);

2. Propostas contemplando a introdução de novas variedades e clones para elaboração de vinhos e sucos no Vale do São Francisco, assim como preservação e caracterização do germoplasma existente (Umberto Camargo/Patrícia Ritschel);

3. Proposta para complementar as ações de enologia conduzidas pelo pesquisador Giuliano Elias Pereira (Celito Guerra);

4. Proposta para o Cadastro Viticola (Loiva Mello)

 

 6. VISITA A TECNOVIN DO BRASIL 

Aproveitando a oportunidade da nossa visita a Embrapa Uva e Vinho, Bento Gonçalves, tive a satisfação de visitar as instalações e o processo industrial da TECNOVIN DO BRASIL, principalmente pelo interesse oficial já demonstrado pelo grupo em investir no Vale do São Francisco, com Sede no Distrito Industrial de Petrolina, conforme afirmado pelo mesmo e bastante divulgado pela imprensa local. Fui recebido pelo Diretor Presidente, José Carlos Estefenon, o qual demonstrou muito interesse pelos trabalhos do Vinhovasf. A TECNOVIN DO BRASIL é um complexo industrial composto por duas modernas unidades fabris (Pedro Leopoldo e Vacaria, Rio Grande do Sul), onde, por meio das mais avançadas tecnologias, são processadas mais de 300.000 toneladas/ano de frutas de clima temperado, tais como uva, maçã, laranja e limão, num sistema contínuo, desde o recebimento da matéria-prima até a concentração e armazenamento do suco.

 

7. AGRADECIMENTOS    

Agradeço sinceramente ao Instituto do Vinho do Vale do São Francisco-Vinhovasf, AD DIPER, a Embrapa Uva e Vinho e da TECNOVIN DO BRASIL, pelo patrocínio e pela fraterna acolhida durante a minha visita.

  

Recife, Fevereiro de 2008

  

GABRIEL ALVES MACIEL

PhD – Consultor Técnico do Instituto do Vinho do Vale do São Francisco - Vinhovasf

 

Foto da Esquerda para a Direita

DR. GABRIEL ALVES MACIEL

PhD – Consultor Técnico do Instituto do Vinho do Vale do São Francisco - Vinhovasf;

 

DR. JOSÉ GUALBERTO DE FREITAS ALMEIDA

Dir. Vinhos Botticelli e Presidente VINHOVASF;

 

DRa. MARIA AUXILIADORA COÊLHO DE LIMA

Pesquisadora EMBRAPA SEMI-ÁRIDO.